Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_top position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_bottom position below the menu.

Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_bottom position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_top position below the search.
Monografias
  • Register

O presente trabalho decorre da prestação alimentícia ao ascendente idoso, no interesse motivado por reflexões, vez que abrange pessoas que desafiam a fase mais delicada da vida, a velhice. A pensão alimentícia deve ser entendida como todo o necessário para a subsistência do indivíduo. A obrigação de alimentar é personalíssima, ou seja, a transferência da obrigação para outrem não é possível. Para que estabeleça a pensão alimentícia é necessária à comprovação da necessidade do credor e a possibilidade do devedor. Tem como objetivo análise dos alimentos em geral e as características que essa obrigação possui, bem como o dever solidário de assistência dos descendentes para com o ascendente e a necessidade do credor como elemento principal juntamente com a possibilidade do devedor, também objetiva ponderar sobre o ancião, sua hipossuficiência e vulnerabilidade resguardadas pelo Estatuto do Idoso, além do vínculo de parentesco e de afeto existente entre as partes. A busca da obrigação subsidiária do Estado em alimentar o idoso, se necessário. Procura explanar todas as possíveis dúvidas relacionadas perante esta relação jurídica e familiar entre o idoso. Conclui-se que é uma situação que requer um olhar cauteloso, vez que envolve questões de ordem material e afetiva, com reflexos diretos na família e na sociedade.

Baixe aqui a monografia